Como dizer não para oportunidades sem fechar as portas?

0

Você só fecha portas se não demonstrar interesse pelas pessoas

De vez em quando aparecem projetos/freelas/trabalhos que até têm um perfil no qual você se encaixaria, mas no momento você não tem condições de fazer. Pode acontecer também de surgir um pedido que não é interessante fazer por algum motivo, como quando seu pai pede ajuda para consertar o computador.

Nesses casos, você consegue dizer não ou se sente na obrigação de dizer sim só para não fechar as portas com esse contato?

Quando não nos posicionamos claramente e não sabemos o que a gente quer ganhar e o que a gente está disposto a perder, a gente vai “empurrando com a barriga” e não diz não, não coloca limites. É assim que profissionais acabam se metendo em projetos furados que, além de não funcionarem, destroem relações profissionais, causam problemas entre amigos ou até na família.

E aí, como sair dessa?

A gente fica com vergonha de dizer não achando que isso vai ser radical. Mas não precisa ser assim! Expressar o que você sente é muito importante para deixar claro que não quer dizer que porque você está ouvindo um problema, você tem necessariamente que se tornar o solucionador dele.

Não é preciso dar justificativa para um não, mas você pode usar recursos que suavizem o discurso. “Infelizmente não dá para fazer”, “infelizmente eu estou comprometido com outras coisas”. Falo mais sobre isso nesse vídeo.

Tem coisas que você não gosta de resolver e, até mesmo por isso, você não é a melhor pessoa para resolver. Por isso, exercite os limites. Você não controla as demandas dos outros, mas você controla o que você faz. O ideal é que você escolha os problemas que você vai resolver para que possa se dedicar com atenção a eles, de verdade.

Mas se eu não ajudar, a pessoa nunca mais vai procurar!

Infelizmente, não existe uma garantia de que a pessoa te procure no futuro só porque você disse sim uma vez. Também não quer dizer que se você disser não agora, ela nunca mais vai te procurar. Entenda que a porta é um meio pelo qual as oportunidades chegam e você só vai fechá-la se não demonstrar interesse pela pessoa que buscou sua ajuda.

Minha dica para você é:

Se você reconhece que essa pessoa faz parte da sua rede e se é importante para você que ela tenha o seu problema resolvido, coloque-se no lugar dela, entenda o que ela precisa e indique alguém que você acha que é competente para resolver.

Quando você diz que não pode, mas dá uma alternativa, você está deixando a porta aberta. No mínimo, na próxima vez, a pessoa vai te perguntar se você conhece alguém para ajudá-la com tal coisa.

Você já passou por alguma experiência em que dizer sim só para não fechar portas te atrapalhou? Conta aqui para a gente nos comentários para que a gente possa trocar ideias e exercitar como dizer não, em busca da autonomia!

[]’s, HB!

 

você pode gostar também