Três estratégias para melhorar a comunicação no processo de desenvolvimento de software

O processo de desenvolvimento de software não é algo exato. Ele envolve uma interação constante entre diferentes atores em busca de uma solução criativa e eficiente para determinado problema.

Nesse contexto, uma das principais soft skills que todo programador deve desenvolver é a comunicação. Por isso, neste artigo, trago três estratégias práticas para aprimorar essa competência-chave.

Foque nos benefícios, e não nas features

A maioria das pessoas não está nem aí pras funcionalidades do seu software. O que elas querem é que o seu código resolva o problema delas.

Por isso, sua comunicação deve buscar focar nos benefícios de cada feature, e não na descrição técnica delas.

Assim, uma dica é criar uma tabela com duas colunas. Na primeira, você vai descrever as características de cada feature. Na segunda, vai identificar o benefício que elas geram.

Por exemplo, se o seu software tem um disparador de e-mails, você pode explicar que essa funcionalidade permite que o cliente interaja e crie um relacionamento com os usuários do programa.

Não interrompa os canais de interação

Um dos melhores caminhos para manter uma comunicação é não interromper os canais de interação. Para isso, é importante estabelecer uma forma mais eficaz e empática de criar relações entre as pessoas.

Muitas vezes, duas pessoas podem entrar em conflito simplesmente por que sua forma de falar cria uma barreira, em vez de estabelecer um entendimento.

Você muito provavelmente já passou por algo parecido. Por vezes, a pessoa até tem razão, mas a maneira como ela se expressa, por ser agressiva, impede que a comunicação se estabeleça adequadamente.

Para impedir que isso aconteça, vale a pena seguir quatro princípios básicos:

  1. Observar de maneira descritiva e não julgadora: procure descrever atos sem apelar para extremismos ou juízos definitivos de valor;
  2. Distinguir sentimentos de opiniões: em vez de rebater um argumento agressivo com outro, busque explicar para a outra pessoa como aquelas palavras te fazem sentir;
  3. Distinguir necessidades, desejos e sentimentos de opiniões e julgamentos: comunique-se tendo como base algo que te afeta e explicando como isso ocorre. Tentar justificar atitudes com opiniões e julgamentos destrói a empatia e gera isolamento;
  4. Fazer pedidos claros e específicos: seja claro no que você deseja da outra pessoa. Dessa forma, é possível sair do campo das expectativas e passar para o campo da realidade. Não utilize ameaças ou chantagens emocionais para conseguir o que quer, pois desgasta a relação com a outra pessoa.

Pense na comunicação antes de comunicar

Planejamento é um fator essencial para uma comunicação efetiva. Por isso, antes de se expressar, tire alguns minutos para estruturar sua mensagem.

Nesse sentido, uma ferramenta muito útil é o outline. Trata-se de um tipo de esqueleto da sua mensagem. Nele você vai listar os principais tópicos que deseja comunicar.

Essa estrutura vai funcionar como um roteiro para suas interações. Assim, você garante que não vai esquecer de abordar pontos importantes e também vai evitar tratar de assuntos que não tenham relação com o projeto.

Isso vai tornar sua comunicação muito mais coerente e assertiva.

Mas aê, programador… De 0 a 10, como se sente quando o assunto são soft skills?
Você consegue desenrolar bem ou sente que poderia melhorar para ter mais destaque no mercado?

Se você sente que poderia melhorar e quer conhecer o caminho mais rápido e seguro para isso, clica aqui nesse link que eu tenho o programa PERFEITO para você. 

 

COMPARTILHE ESTE ARTIGO

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *