Referências sobre Javascript

Esta semana surgiu uma discussão bastante interessante entre os alunos da 4ª turma do curso Welcome to the Django sobre Javascript e a constante evolução das interfaces das aplicações web.

A conversa girou entorno das diferentes exigências de interação que existem quando você está desenvolvendo um “website” ou um “aplicativo web”. Alguns frameworks têm surgido com isso em mente, como é o caso do Backbone.js e do Spine.
Aproveitando o tema interessante, consultei a comunidade pelo Twitter para poder apimentar mais a discussão. As respostas foram bem legais e servem como boas referências para quem quer estudar sobre o assunto.
Deixo registrado aqui o meu muito obrigado à todos que contribuíram.
Qual a melhor referência sobre a Linguagem Javascript que você conhece?

Qual Framework Javascript você mais usa em seus projetos?

[]’s, HB!

COMPARTILHE ESTE ARTIGO

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

5 respostas

  1. Como referência, não podem ficar de fora:
    1. Douglas Crockford YUI Theater:
    2. Eloquent Javascript
    3. Javascript Design Patterns
    4. Pro Javascript Design Patterns
    T+
    Dubas

  2. Henrique, algumas referências bacanas que também não podem ficar de fora:
    Livros:
    ====
    – Javascript Patterns do Stoyan Stefanov (há também versão em pt-br): http://shop.oreilly.com/product/9780596806767.do
    – High Performance Javascript do Nicholas C. Zakas (acho que a novatec também publicou em pt-br): http://shop.oreilly.com/product/9780596802806.do
    – jQuery Cookbook da Rebecca Murphey: http://shop.oreilly.com/product/9780596159788.do (tb pt-br, acredito)
    Ferramentas:
    ========
    – JSHint – http://jshint.com/ – é um lint de javascript, bem melhor que o JSLint. Ele é feito por comunidade e para a mesma.
    – UglifyJS – melhor (des)compressor de Javascript, em NodeJS
    – QUnit e Jasmine para TDD e BDD
    Referências:
    ========
    – Badass Javascript: http://badassjs.com/
    – Brendan Eich (criou o JS em 10 dias): http://brendaneich.com/
    – Paul Irish (dev do jQuery e trabalha na Google): http://paulirish.com/
    – Bocoup: uma empresa super diferente e inovadora. Curiosidade: todos os empregados tem que dedicar no mínimo 25% do tempo de trabalho para open source ou comunidades: http://bocoup.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *