Sobre o Small Acts Manifesto

11

Vez ou outra eu recebo um email perguntando sobre a origem do Small Acts Manifesto.

O Small Acts Manifesto defende que pequenas ações geram grandes revoluções.

Um manifesto é uma declaração pública que estabelece um conjunto de princípios e valores. Geralmente servem de diretriz para um conjunto de pessoas. No Rio de Janeiro, a comunidade de software tem sido capaz de sacudir o status quo e criar iniciativas incríveis como o Dojorio, ForkinRio, #Horaextra, Dev in Rio, PythonCampus, Arduino Hackday, Festa Framps, OpenSpaceRio, SprintSlabs, StepInside, etc. São iniciativas idealizadas e realizadas por voluntários, sem dependência de governos, empresas ou instituições. Apenas pessoas que se relacionam diretamente e se mostram dispostas a contribuir com pequenas ações. São indivíduos literalmente mudando o mundo à sua volta.

Durante este percurso, experimentando cada um desses encontros e eventos, o grupo começou a perceber que o desempenho da comunidade não era coincidência. Foi quando decidimos identificar o que estava funcionando tão bem. Queríamos descobrir os fundamentos que nos motivavam e uniam todas estas iniciativas. A idéia era evidenciar a simplicidade que nos inspirava e compartilhar, para que eventualmente outros pudessem interagir e criar suas novas pequenas ações.

Desta forma foi concebido o Small Acts Manifesto, com o simples propósito de mostrar para as pessoas que as mudanças que elas tanto desejam estão ao seu alcance. São simples consequências de suas pequenas ações.

você pode gostar também
11 comentários
  1. Small Acts Manifesto « Rafael Guerra

    […] contextos a nossa volta. Com poucas palavras podemos criar grandes possibilidades.Ou de acordo com Henrique Bastos “O Small Acts Manifesto defende que pequenas ações geram grandes revoluções. Um manifesto […]

  2. Mateus Diz

    Ei Henrique,
    que tal incluir versões do manifesto em outras línguas?
    Ainda não saquei porque manter o site só em inglês, em tempos de contribuição comunitária para termos conteúdo em diversas línguas, por meio de “pequenos gestos”…

    Se quiser dar uma olhada num grupo que traduziu o Small Acts para o português e o espanhol, acesse: http://vai.la/23Lw

    Abraz!

  3. Raphael Almeida Diz

    Concordo totalmente com o manifesto.

    Inclusive a comunidade Ruby on Rio nasceu baseada em alguns conceitos do Small Acts, Descrevi com criamos ela no meu blog

    http://raphaeldealmeida.wordpress.com/2010/06/06/comunidade-new/

  4. Cayo Medeiros (yogodoshi) Diz

    Muito legal o manifesto, volta e meio indico pra alguém =D

    Parabéns de novo galera!

  5. MarcRic Diz

    Henrique,

    Eu meio que comecei a participar desta nossa grande comunidade carioca, por conta da linguagem Ruby…

    Mas uma das coisas que mais me impressiona nela, é a “independência de plataforma”.

    Não importa se o cara é de Java, Ruby ou Python, se usa Mac, Linux ou Windows, é muito legal essa integração.

    Grande Abraço a todos.


    MarcRic
    http://www.marcric.com
    http://marcricblog.blogspot.com/
    http://www.traineronrails.com/
    http://groups.google.com.br/group/riorubyrails

  6. Cadu de Castro Alves Diz

    Henrique,

    Apresentei o Small Acts para a comunidade internacional de coworking há alguns meses. Muitas pessoas curtiram a iniciativa e aderiram.

    Tem um podcast chamado The Coworkers, que foi criado para discutir o coworking. Num dos episódios – o terceiro – eles falaram sobre o Small Acts Manifesto.

    Segue o link:

    O áudio é em inglês.

  7. Samir Diz

    Fala Henrique! Bom post!

    Só para constar o link do Arduino Hack Day :

    Lá tem o resumo de todos que já passaram.

    Abs

  8. Adolfo Neto Diz

    Muito bom!

    Você leu o livro Switch, dos irmão Heath? Tem tudo a ver com o que você escreveu e o que vocês tem feito: pequenas ações para mudar comportamentos e encontrar os pontos brilhantes (bright spots no original).

    Segundo eles, é a parte racional do nosso cérebro que acha que grandes problemas, para serem resolvidos, exigem grandes soluções. Muitas vezes (quase sempres) uma solução pequena (ou um conjunto de soluções pequenas) é o suficiente para mudar o comportamente e solucionar o “grande problema”.

    1. Henrique Bastos Diz

      @Adolfo, não li não, mas já adicionei na lista! Valeu a dica!

  9. Tweets that mention Sobre o Small Acts Manifesto | Henrique Bastos.NET -- Topsy.com

    […] This post was mentioned on Twitter by Henrique Bastos, Tarsis Azevedo. Tarsis Azevedo said: RT @henriquebastos: Novo post: Sobre o Small Acts Manifesto http://bit.ly/djwIWs // DO IT! […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.