Ecossistema do Desenvolvimento Ágil

Muito se fala sobre os métodos ágeis com foco em gestão: Iterações, cliente presente, sprint planning, etc. Mas e durante o sprint? Como produzir com agilidade?

Apresentei esta palestra no Dev in Sampa 2010 falando um pouco sobre técnicas como: controle de versão, integração contínua, one click deploy, programação em par, entre outras. A idéia foi relacionar estas práticas com o processo iterativo e incremental, chamando a atenção para a engenharia ágil, fundamental para um ciclo de desenvolvimento sustentável de software. Continue Reading…

Balanço do 15º EDTED Rio

Neste último sábado, dia 20 de março, aconteceu a 15º edição do EDTED no Rio de Janeiro. O evento muitíssimo bem organizado pela turma da Arteccom, reuniu desenvolvedores e designers para discutir os assuntos do momento nas áreas de tecnologia, design, gestão, liderança, empreendedorismo, comunidade e carreira.

O evento reuniu mais de 1000 pessoas em 4 trilhas de palestras com uma programação bem diversificada contando com grandes nomes como Luli Radfahrer, Martha Gabriel, Fábio Akita, Fabiano Milani, entre outros. Continue Reading…

Reflexões sobre o Programador Lento

Estava lendo o excelente post do meu amigo Rafael Lima sobre Programadores Lentos, onde o Lucas Arruda comentou:

Só um comentário: na verdade, todo software sempre terá bugs. Sendo ele desenvolvido lentamente, testado, etc. Isso é um conceito que deve estar bem claro no desenvolvimento de software.
A vantagem de se desenvolver “lentamente” é reduzi-los em grande número.

O Lucas tem razão, mas seu comentário reavivou uma antiga questão dos #Horaextras: há muito mais em programação do que a codificação. Continue Reading…

Melhoria contínua no Scrum

Para aprimorar qualquer processo, é preciso apontar as ações bem sucedidas para potencializá-las, e identificar os problemas ocorridos para que não se repitam (ao menos não da mesma forma). No Scrum não é diferente, e a retroalimentação é fundamental para que haja melhoria contínua!

No artigo Como usamos o Scrum na Myfreecomm, eu descrevi como funciona a retrospectiva, mas como exatamente se dá essa melhoria contínua?

Primeiro precisamos do quadro da retrospectiva, onde os post-its verdes indicam o que foi bom, e os vermelhos indicam o que precisa melhorar.

Neste processo, cada integrante da equipe contribui oferecendo sua visão individual sobre o sprint, para a concepção da visão do grupo.

Continue Reading…

Tornando-se Ágil: Responsabilidade Vs Competência

Hoje, o meu amigo Rafael Lima publicou uma série de perguntas sobre os papéis no Scrum. As perguntas são muito interessantes e me levaram a refletir sobre a “estrutura da agilidade”. Seguem algumas das minhas conclusões após conversar bastante com Vitor Mazzi e Rodrigo Cacilhas.

A questão que mais despertou minha atenção foi:

“É papel do Product Owner trazer o que ele quer já detalhado em forma de itens do software a ser desenvolvido ou é papel do Scrum Master entender a necessidade de negócio e traduzir em software?”

Ao ler essa pergunta, percebi que a palavra papel possui a conotação de responsabilidade. Continue Reading…

O perfil do desenvolvedor de software na quarta revolução da informação

A mudança no papel da tecnologia da informação provocada pela quarta revolução da informação promove a demanda por desenvolvedores de software capazes não apenas na produção de “códigos de qualidade”, mas na modelagem de problemas complexos e aplicação de técnicas de vanguarda, até então restritas aos centros de pesquisas e universidades. Continue Reading…

O mercado brasileiro de TI não está preparado para os Intraempreendedores.

Vitor Pellegrino escreveu um excelente artigo sobre o novo perfil profissional em evidência no mercado: O Intraempreendedor. Por definição, este é o profissional dos sonhos de toda e qualquer empresa. Um funcionário colaborador empreendedor. Mas a maioria das empresas brasileiras de TI não estão preparadas para corresponderem aos sonhos e aspirações destes profissionais exigentes. Continue Reading…