Trote na UFF = Dojorio + Educação 2.0

A última segunda-feira entrou para a história!

Com toda a energia vibrante de quem sente na pele o poder da colaboração, o Dojorio recepcionou os “Calouros” dos cursos de Ciências da Computação e Sistemas de Informação da Universidade Federal Fluminense.

Esta não foi a primeira vez que levamos o Dojorio para os alunos iniciantes. Mas, neste ano, o Coding Dojo foi o primeiro contato que os alunos tiveram com a universidade!

Continue Reading…

Construindo uma Comunidade com um Almoço por Semana

Aqui no Rio de Janeiro a comunidade cria inúmeros eventos como #Horaextra, Dojorio, OpenSpaceRio, PythonCampus etc.

São eventos sensacionais! Mas sempre acontecem à noite ou nos fins de semana, dificultando a participação de alguns que possuem compromissos nestes horários.

Por isso, há alguns meses surgiu uma idéia genial entre a galera da PythonRio. Não lembro ao certo como surgiu. Mas no momento eureka veio à tona a pergunta: Que tal um almoço semanal com a galera? Afinal, almoçar é algo que você geralmente faz todos os dias. 😉

Continue Reading…

Estatísticas sobre a Comunidade Python no Brasil.

No início do ano, eu fiz uma pesquisa sobre a comunidade Python no Brasil. O objetivo era simplesmente obter informações para a palestra que eu apresentei na PyCon 2010.

Em pouco mais de 10 dias, mais de 300 pessoas responderam o questionário!

Essa pesquisa mostrou que diversidade é realmente uma característica marcante da comunidade Python. O relatório “Quem Somos?” mostra que o grupo é formado por pessoas de diferentes faixas etárias, com diferentes interesses, experiências e objetivos. Continue Reading…

Balanço do Python Bug Weekend

Neste último fim de semana aconteceu o Python Bug Weekend. Um evento onde toda a comunidade de Python se organizou pela internet para atacar a lista de bugs e levar o Python para um próximo nível com a release 3.2.

Nos reunimos no Googleplex em São Paulo, onde nos juntamos à toda a comunidade via IRC nos canais #python-br e #python-dev. Nosso time era composto por: Eu, Bruno Gola, Érico Andrei, Mauro Baraldi, Rodolpho Eckhardt e Rodrigo Pimentel.

Foi um fim de semana muito divertido! A palavra de ordem foi colaboração. Continue Reading…

Sobre o Small Acts Manifesto

Vez ou outra eu recebo um email perguntando sobre a origem do Small Acts Manifesto.

O Small Acts Manifesto defende que pequenas ações geram grandes revoluções.

Um manifesto é uma declaração pública que estabelece um conjunto de princípios e valores. Geralmente servem de diretriz para um conjunto de pessoas. Continue Reading…

Balanço do OxenteRails 2010

O OxenteRails 2010 mal acabou e já deixou uma grande saudade. O evento foi imperdível e ficou marcado como um grande sucesso.

A grade de palestras foi altamente diversificada. Foram tratados diversos assuntos técnicos como TDD e CouchDB além de assuntos ligados a carreira, comunidades, educação, agilidade e empreendedorismo. O mais impressionante é que apesar desta grande variedade de temas, todas as palestras compartilhavam o mesmo foco: o desenvolvedor.

Continue Reading…

Balanço do NoSqlBr

É impressionante como o sucesso simplesmente surge quando se trabalha com foco certo. Como um evento da comunidade e para a comunidade, o No:Sql(br) criou um verdadeiro caldeirão de conhecimento sobre as novidades e tendências em bancos de dados.

O conteúdo das palestras estavam excelentes! Gleicon falou sobre anti-patterns em projetos de bancos de dados; Feu Teston mostrou as particularidades e velocidade do Redis; Guilherme Silveira deu um show sobre escalabilidade falando com muito bom humor sobre web, ReST e caching; Rodrigo Strauss conquistou a atenção de todos com sua plataforma Tio – The Information Overlord. Continue Reading…

Balanço da PyCon 2010

Este artigo foi publicado na sessão de Eventos em abril de 2010 na Revista TIdigital.


Participar da PyCon 2010 foi uma experiência incrível que quero compartilhar com os leitores da TIdigital. Realizada em fevereiro deste ano, no Hyatt Regency Atlanta, a conferência tomou dois andares do hotel, onde havia seis auditórios para palestras, que eram separadas por divisórias e oito salas para openspaces. Estas divisórias eram removíveis, transformando cinco dos seis auditórios em um ambiente único gigantesco, onde eram realizados os Keynotes (Palestras-chaves). Uma infraestrutura impressionante, que recebeu muito bem os 1.106 participantes do evento. Foram nove dias de muito networking que, com certeza, ensinaram muita coisa boa e revolucionaram a maneira de pensar de muitos desenvolvedores Python. Continue Reading…