Autonomia & Tecnologia

Histórias do #Paiol: Conheça Ramona Mello

0

Nas semanas anteriores, você acompanhou as histórias do Gleison Oliveira, da Mariana Rosa e do Fábio Barrionuevo.

Agora você vai conhecer a Ramona Mello, a última das quatro pessoas sensacionais que conseguimos levar para a Python Brasil [13] contando com o apoio do #Paiol!

O #Paiol é uma iniciativa criada com a missão de superar barreiras financeiras que afastam as pessoas dos eventos. Ele nasceu com o objetivo de levar 04 pessoas com histórias sensacionais para a Python Brasil 2017 e foi apoiado pela equipe do Max Milhas que comprou a ideia desde o primeiro momento e a galera que se articulou para compartilhar e contribuir com a vakinha!

Se você quer saber como tudo isso começou é só clicar aqui!

A História

Com 25 anos e formada em Design de Interiores, a Ramona Mello percebeu que não estava feliz com a carreira que estava seguindo. Sentiu que o mercado era egoísta, que faltavam vagas de trabalho e que ela precisava fazer alguma coisa.

Em Maio de 2017,  um amigo dela a chamou para um Coding Dojo (um encontro onde um grupo de pessoas interessadas em programação se reúne para realizar desafios, se divertirem e aprenderem juntos ). Durante o encontro, ela entendeu que era realmente boa naquilo e que queria continuar estudando Python.

Ramona e seu marido tocavam juntos um site que fornecia cupons de desconto pra galera.  Mas infelizmente, as coisas começaram a ficar muito apertadas,  eles não tinham condições de manter uma equipe trabalhando para o projeto. Assim, em junho de 2017, eles encerraram o negócio e se mudaram para a casa dos pais dele.

De lá para cá, a Ramona tem se dedicado a estudar programação e a participar nos fóruns e grupos da comunidade de Python.

 

Confira o relato da Ramona Mello contando a sua experiência na Python Brasil [13]

Me surpreendo em ver como a Comunidade Python se ajuda muito, aqui no Brasil.

A conferência foi super bem organizada e estruturada. As palestras me ajudaram a entender melhor como funciona o mercado de trabalho, o dia a dia do programador. Aprendi muito, não só com as palestras, mas com a troca, conversando com as pessoas.

Acredito ter feito grandes amigos lá.

Volto pra casa com o desejo de estudar mais e levar esse conhecimento a outras pessoas. Enquanto não tenho condições financeiras de levar alguém para um evento desses, vou procurar ajudar a comunidade com o que posso. Hoje eu quero estar mais envolvida e ativa na comunidade, indo aos encontros e ajudando com o que for preciso.

Conheça melhor a Ramona

Resultados do #Paiol

Como eu já expliquei nos posts anteriores, cada pessoa beneficiada com o #Paiol assume a responsabilidade pública de passar adiante o que aprendeu, honrando assim a contribuição dos apoiadores desta iniciativa.

A Ramona saiu tão empolgada e inspirada do evento, que decidiu levar a ideia do dojo para o bairro onde ela mora (Região Oceânica) ainda esse ano e para o ano que vem, ela pretende levar a programação para as crianças das escolas de Niterói.

Agora vocês já conhecem as 04 pessoas incríveis que participaram da primeira edição do #Paiol! Nos próximos posts, você vai conferir os detalhes de cada um desses projetos! 

Continue nos acompanhando e compartilhe essa ideia!

você pode gostar também